© 2016 by Revista TU

PAOLA SATO

Fala rara e mansa, voz baixa e sorriso tímido. Paola é japonesa. Japonesa de verdade que nasceu em Osaka, na cidade de Sakai. Veio para o Brasil com dois anos e meio e morou com os avós enquanto os pais retornaram ao Japão. Paola tem 18 anos e, hoje em dia, vive com os tios. Leva uma vida tranquila em Santos. “Amo barzinho, beber umas brejas com os amigos, amo cozinhar, viajar, cinema, ir para balada... mas também curto ficar em casa, reunir uma galera e assistir filme”, conta animada.

 

Terminou o técnico em farmácia e, até há pouco tempo, estagiava em uma farmácia. Como o estágio acabou, agora um dos planos é fazer faculdade de farmácia. Outros planos estão em pauta: “quero ir construindo minha vida aos poucos, casar e ter filhos, formar uma família”.  Na verdade, Paola já tem uma família com ela. Sete cães, sendo quatro rottweillers e três cães sem raça definida. “As que eu mais gosto são as rottweillers Hanachi e a Kim, são mãe e filha”, assume sem fazer demagogia com os cachorros. Paola tem planos de viajar bastante, um dos planos é conhecer a cidade onde nasceu, no Japão. Mas só para conhecer, não para morar.

 

E a timidez oriental foi embora em frente às câmeras. Num belo domingo de sol, na praia de São Pedro, no Guarujá, Paola posou linda para as nossas lentes. Profissionalmente foi o primeiro ensaio, mas nem parecia, foi se soltando, sorrindo o tempo todo, estava totalmente à vontade. Mesmo tendo nascido no Japão, Paola já mora em Santos há muito tempo e virou santista por adoção, isso fica evidente no jeito tranquilo, na fala e no sorriso.