bg_comeu2.jpg
TU COMEU II
QUINTALE PIZZERIA
SANTOS/SP

Imagine esta situação. Você tem um sonho de montar um restaurante bacana, com um produto diferenciado. Com quase tudo pronto para abrir, estoura uma pandemia no mundo inteiro. Tudo é fechado e as pessoas têm de se isolar em casa. Você não vai poder inaugurar o seu restaurante e tudo parece que vai por água abaixo. Só de pensar numa situação dessas, já dá um certo desespero, não é?

Bom, isso aconteceu com o Lucas, chef e dono da Quintale Pizzeria. Ele mesmo conta que quando aconteceu isso, tomou um balde de água frio. Mas ele não desanimou e pensou em um jeito de ativar a pizzaria: o delivery. “Mudei a estratégia e comecei a ver caixas para viagem, arte do logo da pizzaria, divulgação nas redes sociais, entre outros detalhes para poder abrir a pizzaria”, disse. E no primeiro dia, em 1h30 de funcionamento, vendeu mais de 100 pizzas. Um sucesso que vem se repetindo desde então.

 

Boa parte deste sucesso é graças às pizzas. E não estamos falando de qualquer redonda. O assunto aqui é pizza à moda napolitana. Mamma mia! Uma verdadeira marca registrada italiana. Diferente das nossas pizzas brazucas (que sim, têm seu valor), as napolitanas são um capítulo à parte. É um artesanato, um trabalho feito a mão. Como uma Ferrari. Uma pizza menorzinha, com uma massa que passa por 48h de fermentação a frio que deixa as bordas todas aeradas, geralmente coberta por um molho de tomate primoroso e alguns poucos ingredientes. Poucos, mas escolhidos a dedo. Nada de overdose de queijo ou uma inventiva batata palha. Stiamo parlando di tradizione, capisci? E o chef Lucas segue esta tradição muito bem. Foi o que eu e minha esposa comprovamos quando pedimos as pizzas no delivery. Pedimos uma Margherita, talvez um dos sabores mais tradicionais italianos. Que delícia. Molho de tomate, muçarela de búfala e manjericão. Vermelho, branco e verde, a bandeira da Itália. O molho é um verdadeiro espetáculo, é perfeito. A massa, que pode assustar quem não conhece e vê aquelas borda caprichadas, não é pesada. Muito pelo contrário, é leve. Crocante e macia onde tem que ser. Comeria montanhas dessa pizza, mas como falei, a pizza napolitana é menorzinha. Por isso, pedimos uma segunda. Na primeira vez que pedimos uma pizza na Quintale, escolhemos a Mellanzana, que leva uma caponata de berinjela digna da nonna e lascas de Grana Padano, mas desta vez, minha esposa queria comer alguma coisa doce. E o que melhor para enfrentar as agruras de um isolamento social do que uma pizza de... calma, respira... Nutella? Bom, não é só Nutella. Tem creme de leite e avelãs. É como se você estivesse comendo um Ferrero Rocher gigante, mas é uma pizza, o que faz disso algo muito mais especial e maravilhoso. Até chegar no momento crucial em que você fica na dúvida entre comer tudo na hora ou deixar um pedacinho para amanhã. Vou deixar você com essa dúvida curiosa.

Que delícia. Só de escrever já dá uma fome de saudade. Recomendo de coração. Aproveita que você tá aí, na quarentena e sem muita coisa pra fazer, e experimente. Se você não conhece a pizza napolitana, vai se apaixonar com certeza. Em breve, quando tudo isso passar, a Quintale vai abrir o seu espaço. “Estamos finalizando com calma alguns detalhes, mas vai ser um ambiente que remete a um quintal mesmo. Muito verde, sem muitas regras para comer uma boa pizza”, conta o Lucas. E nós estamos contando os dias para poder visitar.

instagram.com/quintale_pizzeria

Delivery - 13 3273.2407 / 13 3236.2824

WhatsApp - 13 3273.2407

1/1

© 2016 by Revista TU