bg_comeu1.jpg
TU COMEU I
D'A PADOCA
SANTOS/SP

Acredito que existam dois tipos de pessoas neste mundo. As que gostam de pão e as que AMAM. Eu e minha esposa fazemos parte deste segundo grupo de pessoas. E ao contrário de muita gente que está fazendo o seu próprio pãozinho em casa nesta quarentena, a gente não tem tempo nem espaço aqui em casa para fazer o nosso. Então, dependemos de outros apaixonados por pães para comer um produto de qualidade.

 

É aí que entra o chef Diego Ribeiro, proprietário d’A Padoca. Diferente das padarias tradicionais aqui de Santos, que adicionam produtos químicos para acelerar a fermentação do pão, ele trabalha com panificação artesanal. Ele prepara o sourdough (muito difundido nos EUA e na Europa, e começando a crescer aqui no Brasil) um dia antes e deixa ela fermentando a frio durante a madrugada. Um processo mais demorado, mas que agrega minerais, fibras e lactobacilos que vão facilitar a digestão do pão e deixar eles mais leve, além de adicionar sabor e características únicas à massa. Massa que leva basicamente água, sal, levedura e farinha de qualidade, sem conservantes químicos, adição de gordura hidrogenada, nem ovos e nem leite (olha aí, pessoal vegano!). É um pão mais rústico, assado na pedra, com uma casquinha crocante e um interior fofinho por dentro. Falando assim, eu fico pensando como deve ser gostoso ser vizinho do Diego e sentir o cheirinho da fornada de pão saindo. Hum, que delícia!

 

Bom, mas vamos falar de comida. E comida boa! Pedimos nossos pães pelo WhatsApp. As fornadas saem de terça, quinta e sábado. E a reserva deve ser feita até dois dias antes. Assim, você tem certeza que estará fresquinho. Ele é literalmente feito para você. Pedimos um pão italiano, uma focaccia traditradicio nal e pães de queijo. Primeiro, temos que falar da embalagem que chegam os pães, o que já mostra o capricho envolvido na parada. Uma tag com a logo dá a dica, que seguimos à letra, de como consumir o pão de maneira mais especial. Começamos pelo italiano. Um belo pão italiano, daqueles que você passa a faca na casca e ela “canta”. Comemos com manteiga na frigideira no café da manhã e a noite ele virou uma bruschetta com tomates em cubo. O bom de pão é isso. Ele é versátil. Não deu nem tempo de ele ficar velho. A focaccia é uma delícia também. Macia e generosa. É muita focaccia! Ela vem em uma assadeira daquelas descartáveis, então pode ir direto para o forno para dar aquela esquentadinha que dá um up. Com alecrim e aquele salzinho... hum... salivei aqui. E o pão de queijo? Cara, que pão de queijo é esse? Perguntei para o Diego e ele falou que também é fanático pelos pães de queijo. Por isso, quando bolou essa receita, fez testes e mais testes para chegar no ponto em que ela chegou hoje: a perfeição. E para isso, um dos segredos é usar Queijo Canastra de verdade. É uma dose extra de “uai”. Uma outra coisa boa desse pão de queijo é que ele vem congelado e uma quantidade bem bacana. Então, bateu uma fome, é só tirar do congelador, assar rapidinho e tá no jeito.

Então, a nossa dica é, ao invés de comprar aquela média cheia das paradas sinistras ou de encher sua casa de farinha tentando fazer um pão que as vezes não vai dar certo, acesse o perfil d’A Padoca no Instagram e peça um dos pães deles, que não tem erro. E o Diego ainda nos contou que estão vindo algumas novidades que vão deixar você com água na boca. Eu já estou anotando aqui o meu próximo pedido.

instagram.com/_dapadoca

Delivery - WhatsApp 13 3225.3917

1/1

© 2016 by Revista TU