© 2016 by Revista TU

RENATA CARDOSO

Chegamos ao terceiro andar, olhamos pelo labirinto de corredores até encontrá-la, em frente ao apartamento 304, com uma camiseta bem larga e grande que cobria um shorts por baixo, que não estava evidente, descalça e com um sorriso do tamanho do mundo. Ok, sempre falo dos sorrisos das modelos, acabam chamando atenção eventualmente, mas a Renata Cardoso, também conhecida como Renatinha Beleza, sorri com a boca, com os olhos, com o cabelo, com o rosto todo e com o corpo. Entramos no apartamento em que ela divide com uma amiga, que não estava. Como era final de semana, a roommate estava em São Paulo, com a família. Fomos para a sacada do quarto da Renatinha e, enquanto a Belli fazia maquiagem, conversávamos sobre trivialidades e ouvíamos músicas populares, alegres. De vez em quando, ela interrompia a maquiagem para rir alto, gesticulava, ameaçava uma dança, a felicidade transborda por essa mulher.

 

Renatinha é filha única, corre atrás da bola faz tempo “depois que perdi a minha mãe, as coisas complicaram demais, depois o meu pai se foi e eu fiquei aí, com a minha vontade de viver”, revela de forma tranquila, sem criar drama, já está acostumada com as curvas sinuosas que a vida toma. “Difícil falar de mim mesma, mas positiva é a palavra que me define. Sou muito bem humorada, sou muito alegre, difícil eu perder o sorriso, acredito muito no poder da palavra, então sou incentivadora de boas palavras, procuro falar o bem para as pessoas, não costumo falar coisas negativas, pois acho que receberei tudo de volta”. Pratica o que fala, dá para perceber que não é da boca para fora. Renata é formada em hotelaria, mas nunca trabalhou na área, atualmente, atua como assistente na clínica de um cardiologista. Cuida de corações, como umas dessas coincidências da vida, faz bem para as pessoas até trabalhando. Revelei que estava fazendo check-up cardiológico e já me alertou “Não deixe de fazer, é muito importante!” e soltou uma gargalhada.

 

Fotografamos em um apartamento cravado no meio de Santos, no canal 3, de frente para o mar. Lá fora, o dourado do sol começava apontar atrás de São Vicente, a luz amarela invadia o quarto e disputava o espaço com a Renatinha, que deitou na cama e ficou dourada. “Ok, Renata, agora fique séria…”, eu pedia entre uma pose e outra, ela se esforçava, o sorriso saia naturalmente, como o ato de respirar. “Ok, pode me xingar, Renata, fico pedindo pra você ficar séria!”,e ela me xingou de brincadeira e soltou uma gargalhada. Não dá para imaginá-la xingado alguém de verdade “Impossível conviver com pessoas sem educação, pessoas que tratam os outros de qualquer jeito, isso me incomoda, não gosto de pessoas assim”, conta.

 

E ela tem o sonho de ter uma família. Pergunto se com marido e filhos, e ela me responde rindo “Filhos e um ótimo pai… se ele for o meu marido também, perfeito!”. Nas metas dela está viajar, revela empolgada “quero viajar… buscar onde tem verão, seria incrível viajar em busca do verão pelo mundo”. É a cara dela. Ao final do ensaio, sentamos para assistir o final da partida decisiva da UEFA Champions League, ela abriu um pote com ovos, nos ofereceu, declinamos. Comeu sorrindo, enquanto comentamos as falhas do goleiro do Liverpool. Depois, em tom divertido, começou a imaginar se teria a chance de aproveitar a maquiagem, que estava linda, em um jantar. Não poderia desperdiçá-la.


Saiu pelo corredor agradecendo, gargalhando, rindo, falando alto, as luzes nem precisavam se acender, ela ia iluminando tudo, até chegar ao elevador. Disse que gosta da frase que fala “Acima de tudo, Deus. No meio de tudo, amor!”. Ela é feita de amor, procura amor em tudo. Ela é feita de amor e alegria. É uma beleza.